Campo de busca

Categoria Design

Mudança Organizacional a Favor da Experiência do Usuário

Mudança Organizacional a Favor da Experiência do Usuário

Por | 01 de agosto, 2013 | 0 comentários

A estrutura organizacional da sua empresa permite que todas as áreas conheçam e ajam a favor da experiência do usuário?

A equipe de design da Princi foi até São Paulo entender um pouco melhor como deve ser uma estrutura organizacional a favor da experiência do Usuário. O workshop com Frederick Van Amstel, doutorando em Experiência do Usuário, foi bem explicativo e um tanto teatral (para desespero dos tímidos), mas essencial para compreender na prática como devemos agir e pensar, buscando o melhor para o usuário e para a empresa.

Muitas empresas em situações de risco veem a inserção de um profissional especializado em Experiência do Usuário como a solução de todos os seus problemas, esperando do profissional ou da equipe de UX, e somente desses, a salvação da empresa. Precisamos entender que a empresa como um todo deve estar imersa nessa “cultura”, todos os funcionários devem pensar, projetar e agir de acordo com usuário do seu produto, através de treinamentos e, principalmente, através do entendimento na área. Muitos ainda devem se perguntar: “Mas que raio é experiência do usuário?”.

Frederick Van Amstel brincou no workshop dizendo que UX é como Exu, isso mesmo, o orixá africano. Assim como Exu, Experiência do Usuário é de certa forma discrimado e não compreendido, que remete até a um lado obscuro e inexplorado. Há diversos termos, palavras (muitas em inglês), jargões, tudo quanto é tipo de definição que não define nada, e é justamente por isso que Experiência do Usuário se torna tão distante e incompreendido, evitado por quem não conhece do assunto.

Compreender a Experiência do Usuário é de certo forma fácil, é tudo aquilo que está entre o usuário e o seu produto. Segue abaixo um esquema bem simples que exemplifica o UX, mostrando que não é só o design ou a programação que estão envolvidas, mas sim todas as áreas de uma empresa, desde o profissional de Marketing até o profissional de Testes.

Em uma empresa de aplicativos mobile, por exemplo, o papel de cada funcionário é entender como um determinado público reage e se interage com a sua interface, cada setor pensando na melhor maneira de projetar e executar o aplicativo. Claro, em uma empresa pequena é muito mais fácil introduzir essa cultura, ainda mais se for uma empresa com hierarquia horizontal, onde todos são responsáveis por suas atividades, não respondendo à um superior. Em uma hierarquia horizontal qualquer mudança metodológica é aceita e absorvida mais facilmente, mas vale a pena tentar inserir UX em qualquer empresa, independente de sua organização.

Para finalizar, ter um profissional especializado na área é importante, porém se todos os funcionários tiverem conhecimento, o mínimo que seja, em experiência do usuário, o fluxo do trabalho irá fluir mais facilmente, e todos, os usuários e a empresa sairão ganhando.

No nosso próximo post sobre o tema, traremos algumas metodologias em favor da experiência do usuário para você utilizar na sua empresa. Fique de olho!

 

Deixe um comentário

Queremos saber o que você pensa sobre esse post! Ficaremos felizes se você nos deixar um comentário :-)

Tenha em mente que os comentários são moderados, e os links possuem rel="nofollow". Então por favor, não faça spam de palavras-chave, senão o seu comentário será excluído. Obrigado!

 

[0] Comentários  

Nenhum comentário em "Mudança Organizacional a Favor da Experiência do Usuário". Seja o primeiro a comentar!