Campo de busca

Categoria Design

A diferença entre Arquitetura de Informação e UX Design

A diferença entre Arquitetura de Informação e UX Design

Por | 08 de outubro, 2013 | 3 comentários

Para aqueles que estão começando a estudar Arquitetura de Informação e UX Design, é um pouco difícil de entender e ainda mais de explicar a diferença entre um e outro e qual a função de cada profissional responsável. Para ajudar, encontrei este artigo do site UX Booth e o traduzi para o português com algumas adaptações. Segue abaixo :)

A diferença entre Arquitetura de Informação e UX Design

Arquitetura da Informação, segundo a Wikipedia, é "a arte e a ciência de organizar e rotular sites... para apoiar a usabilidade." E a Experiência do Usuário, também de acordo com a Wikipédia, é "a maneira como uma pessoa se sente sobre o uso de um produto, sistema ou serviço. [Isso inclui] percepções de uma pessoa sobre os aspectos práticos, tais como utilidade, facilidade de uso e eficiência do sistema".

Mesmo no que diz respeito à sua definição, Experiência do Usuário toma Arquitetura de Informação como seu alicerce e leva-o para o próximo nível.

Arquitetura de Informação diz respeito à estrutura

Arquitetura de Informação é um termo relativamente antigo. Antigo, no sentido da web e do nosso progresso através da tecnologia. Ela foca na organização e estrutura do conteúdo de maneira que o usuário consiga navegar por ela. Digitalmente falando, pode variar de um site bem simples, como uma página cartão, para um sistema de informação complexo.

Arquitetos de Informação trabalham para criar estruturas de conteúdos utilizáveis a partir de conjuntos complexos de informação. Eles fazem isso usando variados métodos de design centrado no usuário: testes de usabilidade, pesquisa e criação de persona, e fluxogramas de usuários (e muitos outros métodos). Dito isto, ainda é aparente que o UX Design está na moda.

E aqui está o porquê: Arquitetura de Informação compreende apenas uma pequena parte de toda experiência geral do usuário.

Experiência do Usuário diz respeito à emoção

O que é Experiência do Usuário (UX), então? UX designers levam arquitetura da informação de um site um passo adiante, considerando não apenas sua navegação, mas também a sua capacidade de facilitar a interação. Para fazer isso, eles empregam design centrado no usuário para produzir um efeito de coesão, previsível e desejável em seu público-alvo. Uau.

UX designers transformam experiências comuns em experiências excepcionais

Essencialmente, UX designers trabalham para tornar as coisas mais profundas, visando seus usuários em um nível emocional. Eu não quero dizer emocional como "tocando o coração", mas sim provocar uma resposta emocional em relação ao que eles acabaram de efetuar. O Design de Experiência do Usuário adiciona contexto e história para o comportamento natural de um usuário e, ao fazê-lo, proporciona algo que eles levem dessa experiência.

Stephen Anderson acredita que as melhores experiências estão na intersecção entre "pessoas, suas atividades e o contexto dessas atividades"

Você pode olhar para ele da seguinte forma: UX abrange todo o espectro. É como tomar um copo de Arquitetura de Informação (AI), misturado com uma pitada de usabilidade, uma pitada de estratégia de conteúdo e um bocado de criatividade. Ou, ainda mais simples, UX é a cria entre um diretor de criação e um arquiteto de informação. Muitas vezes isso significa que despir elementos te deixa apenas com o que é essencial para a necessidade do usuário.

A diferença entre ser fácil e ser legal

Se você entendeu algo até aqui, você provavelmente está pensando que seu projeto precisa de uma boa AI, a fim ter uma boa Experiência de Usuário. Exatamente. Outra maneira de olhar para ele é: UX Designers levam em total consideração a Arquitetura da Informação, mas os arquitetos de informação não necessariamente consideram toda a experiência de usuário.

Uma experiência usável é fácil, simples e dá o trabalho feito, mastigado. Uma experiência envolvente faz tudo isso e infunde uma impressão duradoura sobre o usuário. É a diferença entre acessar um site e pensar "Foi fácil" ou "Uau, isso foi muito bom!"

É a diferença entre o Wunderlist e Clear.

Entre Sketchbook and Paper.

Os primeiros (Wunderlist e Sketchbook) aplicativos são bons, fáceis, ferramentas usáveis. Mas os últimos (Clear e Paper) não só são fáceis e úteis, eles são divertidos e envolventes.

É tudo na abordagem

Analisando as demandas de trabalho, tanto de um quanto do outro, ambas são tremendas, mas vamos dar uma rápida vista de 10.000 pés em como os fluxos de trabalho para o arquitetos e designers podem se diferenciar. Arquitetos de informação poderiam considerar suas necessidades, pesquisar os objetivos de seus usuários e realizar alguma forma de análise competitiva. Enfim, eles podem gerar fluxos de página, wireframes e, claro, um mapa do site, adicionar em alguns testes de usabilidade, requinte e revisões, e isto está fora para os designers.

No entanto, UX designers provavelmente terão uma abordagem diferente. Apesar deles levarem o fluxo de trabalho do AI em consideração, também vão considerar os objetivos emocionais de seu usuário final. Seu foco pode ser mais em torno de modelos de interação, ao invés de estrutura e layout.

Conclusão

Experiência do Usuário constrói sobre a base que a Arquitetura de Informação proporciona, com o objetivo de levar essa experiência mais adiante, de maneira criativa e emocional. Esta é a diferença notável que define a forma como os aplicativos, sites e produtos de hoje são projetados em oposição aos de ontem.

 

Deixe um comentário

Queremos saber o que você pensa sobre esse post! Ficaremos felizes se você nos deixar um comentário :-)

Tenha em mente que os comentários são moderados, e os links possuem rel="nofollow". Então por favor, não faça spam de palavras-chave, senão o seu comentário será excluído. Obrigado!

 

[3] Comentários  

john

Claro, esclarecedor e envolvente, parabéns!.

26-12-2014 às 14:28 Responder

Daniele

E o Arquiteto da Informação tem que ser formado em que?

16-06-2015 às 14:48 Responder

Lucas Lorençon

Lucas Lorençon

Em resposta a Daniele

Olá Daniele,

A arquitetura da informação é uma disciplina que se estuda em vários cursos de graduação: design, publicidade, jornalista etc. Em essência o arquiteto da informação estrutura e organiza os tipos de informações de cada projeto, pensando sempre na experiência do usuário. Recomendo um curso de AI que será dia 18 e 19 de julho em São Paulo: http://www.mergo.com.br/cursos/arquiteturadeinformacao/

:)

07-07-2015 às 15:18 Responder